× Fale Conosco

Solicite um orçamento sem compromisso!

Enviar via
Ou ligue para (41) 99636-6834
Se preferir, ligue para nós! Ligar agora!
Clique aqui para falar conosco!
×
× Envie-nos um E-mail

Como criar uma boa impressão 3D

Tecnologia que veio para ficar e modernizar cada vez mais a relação que possuímos com os produtos ao nosso redor, a impressão 3D é responsável por prototipar objetos, ou seja, ela cria algo a partir de uma imagem digital.

Assim sendo, a impressora vai moldar um artefato utilizando imagens tiradas por foto ou por desenhos captados por softwares de modelagem, tornando-o algo absolutamente real.

Mas para que este processo não passe por problemas, com toda a certeza devemos saber as formas certas de como criar uma boa impressão 3D. Abordamos neste texto as características principais para que seu projeto de impressão seja um sucesso!

Escolhendo uma impressora 3D

Tanto para quem pretende utilizá-la de forma doméstica quanto empresarial, a escolha de uma impressora 3D precisa seguir alguns pequenos critérios. Confira quais:

Investimento disponível

Existem impressoras que vão de R$2000,00 até preços acima de R$25.000,00. Dessa maneira, é preciso estabelecer se o aparelho será usado para fins lucrativos ou não. Não faz muito sentido adquirir um objeto com um custo mais avançado apenas para os momentos de lazer.

Materiais para impressão

As impressoras, apesar de possuírem muitas qualidades parecidas, também são caracterizadas por diferenças gritantes. Portanto, como criar uma boa impressão 3D a partir deste ponto? Basicamente é necessário saber qual o tipo de filamento (material) mais indicado para o produto que você deseja ter em casa.

PLA

Para quem deseja produzir peças com qualidade, mas não pode dispor de investimento para materiais mais elaborados, o PLA é uma excelente opção. Um dos elementos mais utilizados em impressões 3D, ele é adaptável a diversos modelos, além de oferecer boa qualidade.

O PLA é aceito em qualquer tipo de impressora, das abertas até as fechadas. Nesse sentido, é mais indicado para quem precisa de um bom custo-benefício.

ABS

Por ser derivado do petróleo, ele oferece maior resistência mecânica e adaptabilidade a temperaturas mais elevadas. Indicado para impressoras fechadas e que possuam mesa aquecida.

Outros filamentos

Além de verificar algumas questões técnicas e de adaptação (como as limitações da impressora), escolher outros tipos de filamentos exigem um conhecimento mais avançado das características de impressão.

Desse modo, um dos materiais que melhor pode se adaptar às suas necessidades é o flexível, pois ele é altamente indicado para produtos que necessitem de maior adaptabilidade.

Técnicas de impressão

Como criar uma boa impressão 3D após escolher o tipo de impressora e de material a ser utilizado? Na verdade é preciso definir qual será a técnica de impressão escolhida. Mas só é possível escolhê-la após delimitar a finalidade dos produtos que serão fabricados. Existem cinco técnicas que são utilizadas no processo de impressão:

FDM ou FFF

Conhecida também como fabricação com filamento fundido, essa técnica possui baixo custo, sendo a mais comum de todas. Indicada principalmente para quem vai produzir produtos que não exigem muito aperfeiçoamento.

SLA/DLP

Esta tecnologia, conhecida como estereolitografia, foi a primeira a ser desenvolvida e se baseia na aplicação de laser diretamente na resina líquida. Oferece uma excelente definição de detalhes.

SLS

A sinterização seletiva a laser é responsável por unir partículas minúsculas de materiais em pó, ajudando a formatar todas as camadas da peça que está sendo produzida. Indicada para quem deseja fabricar objetos mais resistentes e com ótimo acabamento.

DMLS

Por utilizar metais como base principal na fabricação, a sinterização direta de metal a laser faz a junção de partículas oriundas da matéria-prima, com a intenção de formas todas as camadas da peça produzida. 

Por conta de sua complexidade e custo altos, é indicada apenas para quem domina técnicas mais avançadas.

Polyjet

Com o benefício de poder utilizar cores e texturas diferenciadas, a Polyjet é constantemente associada às impressões que utilizam o jato de tinta. Ela aplica camadas de fotopolímero líquido diretamente na bandeja de montagem.

Esse procedimento é caracterizado por um acabamento perfeito mas seu custo também é elevado.

Conclusão

Como pudemos perceber, a questão de como fazer uma boa impressão 3D está ligada diretamente à qualidade da impressora, dos materiais utilizados e das técnicas aplicadas do que basicamente das ideias que você deseja realizar (apesar delas serem essenciais).

De todo modo, a Keimel Impressão 3D também está aqui para te ajudar a realizar os seus objetivos. Não deixe de entrar em contato conosco, caso necessite de algum serviço específico!

Summary
Como criar uma boa impressão 3D
Article Name
Como criar uma boa impressão 3D
Description
Saiba como criar uma boa impressão 3D, escolhendo os modelos e materiais certos para as suas ideias e projetos.
Author
Publisher Name
Keimel Impressão 3D
Publisher Logo